TENHA SEMPRE ALTERNATIVAS.

Já ouviste a história do caçador que começou a encantar suas caças com uma flauta? Não? Eu vou contar-te. Mas primeiro quero que saiba que esta história tem tudo a ver com a nossa atitude diante das coisas que fazemos diariamente. Somos seres de hábitos repetitivos, e raramente temos alternativas, repetimos e repetimos as coisas. Com o tempo isso pode tornar à vida cansativa, chata e rotineira. Se você for como eu que detesta rotina, então se identificará com estes pensamentos. Medite por um momento neste pensamento: “ Identifica-te com o novo e o velho ficará obsoleto”. A dificuldade de muitas pessoas em aceitar ou fazer mudanças é a falta de identificação com o novo.

Mudar é necessário e as alternativas são para ser usadas quando o plano original falhar.
Mudar é necessário e as alternativas são para ser usadas quando o plano original falhar.

Então antes de rejeitarmos uma nova ideia, um conceito, uma nova técnica, uma nova sabedoria e alternativas apresentada etc; vamos procurar identificarmos-mos com ela, e perguntar; até onde esta nova informação poderá ser útil para mim. Sabe de uma coisa, você vai enxergar pontos positivos que irão somar para um melhor desempenho e, se numa análise mais profunda sem pré-conceito não identificar “nada”, contribua com a boa vontade de que tem coragem de apresentar ideias. Seu objetivo e sua intenção podem ser nobres, talvez tenha ficado aquém do alvo, mas está perto.

AS ALTERNATIVAS DEVEM SER USADAS, QUANDO O PLANO ORIGINAL FALHAR.

Um caçador numa das suas aventuras pela selva encontrou com um feiticeiro que disse: “…meu amigo, esta flauta pode facilitar-te a vida”. O caçador ao ouvir aquelas palavras ficou interessado e, perguntou:

− Como?

Respondeu o feiticeiro:

− Tenho aqui uma flauta mágica que poderá facilitar as suas caçadas. Quando estiver diante da sua caça em vez de dar-lhe um tiro de imediato, toque a flauta e o animal começará a dançar.

O caçador muito intrigado comprou a flauta ao feiticeiro e foi a sua vida. Com ele iam outros dois companheiros, amigos de longas caçadas. Não tardou muito, foram surpreendidos com um tigre feroz que ia devorando um dos caçadores. De imediato ele pegou na flauta começou a tocar. Aconteceu o inesperado, o tigre feroz deixou sua ferocidade e começou a “dançar”, enquanto isso, outro caçador o abateu a tiros. Estavam surpreendidos com os efeitos mágicos da pequena flauta e seguiram seus caminhos. Disse o caçador para os amigos: “ Nunca fui muito de alternativas, mas estou surpreendido com esta flauta, vai nos facilitar muito à vida”

Não se engane, revise bem a sua visão. As alternativas podem ser ilusórias. Leopardos não dançam eles devoram.
Não se engane, revise bem a sua visão. As alternativas podem ser ilusórias. Leopardos não dançam eles devoram.

Passado alguns instantes foram surpreendidos por um leopardo que saltou de uma árvore e foi correndo ao encalce deles para os devorar. Mas uma vez o caçador agarrou na flauta e fez o seu som encantador. Conclusão: O animal também começou a dançar e foi abatido a tiros. Eles estavam tão extasiados com aqueles efeitos que disseram uns aos outros: “ Vamos fazer a maior caçada das nossas vidas”. Cuidado com demasiada confiança. As alternativas devem ser usadas quando, o plano original falhar por algum percalço no caminho. O original é sempre o original. Afinal, estavam ali para caçar ou ver bestas feras a dançarem?

AS ALTERNATIVAS SÃO SEMPRE BEM-VINDAS, NÃO DESPREZE A EXPERIÊNCIA.

Seguiram seus caminhos felizes com os resultados até agora alcançados. Estavam ainda no meio da selva, quando um leão faminto saiu disparado em suas direções. A bíblia Sagrada fala-nos no livro de provérbios sobre três coisas que não voltam atrás, entre elas, está o leão que sai ao encalce de sua presa, ele não retornará atrás por nada.

O leão depois de disparado, não voltará atrás por nada. Quais sãos as tuas alternativas?
O leão depois de disparado, não voltará atrás por nada. Quais sãos as tuas alternativas?

Os caçadores em vez de agarrarem nas suas espingardas e abatê-lo, ficaram ouvindo o som da “flauta magica”. Conclusão: O leão que estava faminto deu em cima deles, e foram devorados um a um. Talvez você esteja se perguntando: O que aconteceu que o leão não dançou ao som da flauta? Porque não funcionou com o leão? Amigo (a); deram azar, o leão era surdo…

REVISE SEMPRE O SEU PLANO, AS ALTERNATIVAS PODEM FALHAR.

Aprendemos com esta história que, o que dá certo com um pode não dar com o outro. Por isso temos que rever nossos planos de tempos a tempo. Isso serve para à vida familiar, sentimental, profissional, espiritual etc. Temos que rever os planos, é preciso fazer um [checkout] antes de partimos para as aventuras e, certificarmos que temos o que é preciso para ter bons resultados.

Talvez você seja um empreendedor digital que está lutando para fazer dinheiro na Internet, ou um empreendedor convencional, um profissional liberal, em fim, serve para todas as esferas das nossas vidas. Não confie em planos “mágicos”, aceite o novo sem deixar de revisar o velho. O novo é o fresco do labor, mas, o velho trás consigo a experiência. Funde-os, e terá uma ferramenta muito valiosa para ser usada a seu favor.

Se as coisas não estão dando certo para si, talvez à culpa é do método que está usando. Revise-o, e descubra o que está falhando. Se perceber que o plano original não é mais contundente, precisará de alternativas.

Post Footer automatically generated by wp-posturl plugin for wordpress.

Comments are closed.